Publicidade
MidiaFlex
Publicidade
A DROGA FUSTIGA O USUÁRIO E ARRASA A FAMILIA
Não me venham questionando e afirmando, gratuitamente, que o único culpado é o próprio drogado. Ledo engano ou, pior, versão dos verdadeiros culpados tentando se esquivar da responsabilidade.


Bene Cantelli



==========



Não me venham questionando e afirmando, gratuitamente, que o único culpado é o próprio drogado.  Ledo engano ou, pior, versão dos verdadeiros culpados tentando se esquivar da responsabilidade.



                 Tenho notado nestes 41 anos de vida escolar, como professor e educador, principalmente entre os alunos de Cursinho, que é lamentável a situação daquele que vive sob o império e a submissão às drogas. Torna-se infiel a si mesmo.



                Pedem socorro, e quando vem o tal socorro, não conseguem se mover e romper com este maldito vício.



                Alguns perdem família e se prostram nas ruas, sem caminho e abrigo definido.  O primeiro que perdem é a sua própria dignidade e, mormente, a dignidade de filho de Deus.



                É fato consumado, também, ouvir das pessoas, amigas ou simplesmente conhecidos do drogado, dizendo: Mas era um menino tão bom. Jamais imaginaria vê-lo subjugado a essas malditas drogas. Hoje é um ser imprestável.



                Não me propus a fazer um estudo crítico e científico sobre a vida de um drogado. Aproveitando estímulos e vivências decenais, com pessoas do meio estudantil e pais, também drogados, vou pedir o obséquio de meus leitores para discernir sobre um assunto que ainda abala nossa sociedade e arrebenta com rigor os sólidos alicerces e os mais elementares condões da unidade familiar.



                Tenho comigo, que na maioria dos casos, tem como motivação dos drogados, atitudes impensadas e projeção inadequada dos pais e alguns familiares. E muitas vezes, a omissão.



               O bom exemplo que poderia tornar-se paradigma de conduta para seus filhos, no contrário, joga-os, sem piedade, no mundo inseguro da vivência das drogas.  Em alguns casos, a subserviência de alguns pais, que teimam em ser condescendentes, em tudo, quando se refere aos pedidos e solicitações do filho drogado, já, de per si, demonstra a própria culpabilidade do pai.



              É evidente que, generalizar, seria uma forma de promover uma informação e julgamento inconsequentes. Contudo o pai culpado, demonstra seu mórbido sentimento, tentando “comprar” sua inocência. Em alguns casos, chega a ser ridículo o que fazem, alguns pais, para “contentar” seus filhos.



              Para o drogado, a luta para sair e desvencilhar-se desse vício é, extremamente constrangedora. Para quem está “de fora”, deprimente. Imaginem para um pai culpado.



             Não é difícil demonstrar a culpabilidade de um pai ou responsável, quando não tem apenas um filho drogado, mas, outros também.



             Deveras é um assunto espinhoso, tanto mais quando vivemos numa sociedade tomada cada vez, em maior número, de usuários.



             Chama-nos a atenção, os usuários da Cracolândia, em São Paulo.  Para os que já tivemos a glória de viver bons tempos na gigante capital, ver no que foi transformada a praça dos Campos Elíseos, e a Estação Sorocabana tanto quanto a antiga Rodoviária, faz doer na alma, principalmente, quando vemos pessoas contra as decisões dos governos municipal e estadual, se mobilizando para dar um norte aos usuários e uma nova vida para as citadas regiões.



              Não ajudam em nada e, consomem-se na mais absurda tese de defender o direito dos usuários de ali, permanecerem, sob a guarida da lei que deve dar a todos, indistintamente, aos seus desejos de permanecer naquela tão depredada e depauperada região da capital paulista.    



              Há mais de vinte anos os moradores daquela região que já foi uma das mais valorizadas de São Paulo, perdem vida, perdem patrimônio, sem nada poder fazer. Por outra, nenhum prefeito ou governador, se dispôs a resolver o problema. Contudo, quando alguém se propõe, como estão se propondo, Alckmin e Dória, até os “direitos humanos” se insurgem contra.    



               A todos, usuários e pais “culpabilizados”, somente nos resta como ajuda, fazer orações e mais orações. Do contrário, o problema será cada vez maior, até chegar ao limite que é a própria morte.



              Deus nos livre desse mal.



 


Envie seu Comentário

Publicidade
Olho Magico
Com tantos candidatos, há a tendência de os eleitores — porque a mídia eletrônica, rádio e TV, priorizam as candidaturas majoritárias, de presidente, governadores e senadores — desprezarem o pleito proporcional, aquele que elege os deputados, federais e estaduais.
Publicidade
Foto Materia
O Brasil passa por grandes problemas políticos, econômicos e sociais, como nunca se viu em toda sua história.
Publicidade