Publicidade
MidiaFlex
Publicidade
Mulheres do HU e UFMS são orientadas a denunciar violência doméstica
...


 



No Dia Internacional das Mulheres (8), o Sista-MS ((Sindicato dos Trabalhadores em Educação da Fundação Universidade Federal de MS e Institutos Federais de MS) realizou uma panfletagem de conscientização sobre a violência doméstica contra a mulher. A ação aconteceu no Hospital Universitário e na UFMS onde foram entregues os panfletos informativos e como lembrança pelo dia especial, as servidoras ganharão pão de mel.



Com o tema “Mulher, não tenha medo! Você não está sozinha” o Sista-MS realizou panfletagem informativa contra a violência doméstica sofrida pelas mulheres.  O objetivo da ação, segundo Cleo Gomes, coordenadora geral do sindicato, foi mostrar a importância da denúncia e também alertar sobre os 5 tipos de violência previstos na lei Maria Da Penha. “Segundo o artigo 5º da Lei Maria Da Penha a violência doméstica e familiar é qualquer ação ou omissão baseada no gênero que lhe cause morte, lesão, sofrimento físico, sexual, psicológico e dano moral ou patrimonial”, explica a coordenadora. Foi com base nessa lei que o Sista-MS fez esta abordagem de servidoras do HU e da UFMS incentivando a denúncia em casos de violência.



Cléo Gomes informou ainda que devido ao grande número de feminicídio e violência contra mulher no estado, a abordagem buscou uma conscientização maior das mulheres sobre o problema. Elas receberam o panfleto com várias informações inclusive números uteis em caso de violência doméstica. Foram entregues mil panfletos informativos junto com os pães de mel como uma doce lembrança ao Dia Internacional da Mulher. Durante a ação as servidoras expressaram sua gratidão ao carinho recebido, a Medica Residente em Ginecologia Camila do Amaral Nunes disse: “Eu me sinto valorizada pelo agrado, por vocês terem vindo até mim, por causa do meu serviço eu não consigo participar das atividades realizadas no dia de hoje e vocês terem vindo até aqui entregar esta lembrança foi muito bom” a Farmacêutica Greiziele Barroso comentou que se sentiu importante ao receber a lembrança.



Quando questionada sobre o motivo da entrega de panfletos a coordenadora geral do Sista-MS prontamente falou que assim as pessoas conseguem ter mais acesso à informação e neste caso ela está inserida em um papel que pode ser carregado e utilizado por todos. Cléo também comentou: “Os sindicatos têm obrigação social com a população, principalmente as mais carentes, o trabalho sindical não se restringe apenas as causas trabalhistas o lado social é a essência do sindicalismo”. Com cinco coordenadoras  envolvidas o Sista-MS distribuiu além do previsto para esta ação contra a Violência Doméstica.



Como parte do projeto, os trabalhos continuam nesta sexta-feira(9). O Sista-MS convida as mulheres para participarem da palestra: “Violência Domestica e a Lei Maria da Penha” ministrada pela Delegada da Delegacia especializada de Atendimento á Mulher Ariene Nazareth Murad de Souza, que será realizada no Auditório da FAODO às 08: 30 da manhã, com Café da manhã, Dia de Beleza Mary Kay e Massagem Relaxante


Envie seu Comentário

Publicidade
Olho Magico
Poderia começar este artigo listando um bom número de companhias que eram líderes em seus segmentos de atuação, mas por não acompanharem as expectativas e mudanças da sociedade, simplesmente deixaram de existir. Afinal, de música e filmes, por exemplo, as pessoas sempre vão gostar.
Publicidade
Foto Materia
O Brasil passa por grandes problemas políticos, econômicos e sociais, como nunca se viu em toda sua história.
Publicidade