Publicidade
MidiaFlex
Publicidade
Bertelsmann segue crescendo com resultado operacional recorde e lucros bilionários em 2017
A expansão dos negócios digitais e em crescimento continua rendendo frutos para a Bertelsmann: no exercício de 2017, a empresa internacional de mídia, serviços e educação...











A expansão dos negócios digitais e em crescimento continua rendendo frutos para a Bertelsmann: no exercício de 2017, a empresa internacional de mídia, serviços e educação registrou aumento no faturamento, o maior crescimento orgânico em cinco anos, resultado operacional recordista e nova evolução nos resultados do grupo. Entre as conquistas estratégicas da Bertelsmann em 2017, houve entre outros, o aumento da participação no maior grupo editorial do mundo, a Penguin Random House, para a maioria de três quartos. Desta forma, a empresa detém participaçöes majoritárias de 75% e 100% em todas as suas áreas corporativas.


No período reportado, a Bertelsmann registrou aumento de 1,4% no faturamento para 17,2 bilhões de euros (ano anterior: 17 bilhões de euros). Exerceram grande influência para isso o RTL Group, a empresa de música BMG, que pela primeira vez faturou mais de 500 milhões de euros, a subsidiária de serviços Arvato bem como as atividades educacionais reunidas no Bertelsmann Education Group. O crescimento orgânico do grupo atingiu 1,7%; os negócios em crescimento acrescentaram organicamente 5%, respondendo por 32% do faturamento total; o volume de faturamento das atividades digitais subiu para 46%.


Com 2,64 bilhões de euros, o EBITDA operacional superou novamente em 2,6% o valor recorde do ano anterior (2,57 bilhões de euros). Especialmente positivos foram os desenvolvimentos do RTL Group, Gruner + Jahr, da BMG e do Bertelsmann Education Group. A margem de EBITDA subiu para 15,3% (ano anterior: 15,2%).


Os resultados do grupo também ultrapassaram o patamar do ano anterior e aumentaram para cerca de 1,2 bilhão de euros (ano anterior: 1,1 bilhão de euros). A evolução positiva deveu-se à elevação do resultado operacional bem como itens extraordinários menores do que em 2016.


Thomas Rabe, presidente da Bertelsmann, afirma: "Hoje a Bertelsmann apresenta forte crescimento e rentabilidade como não víamos há anos; estamos crescendo por esforço próprio. Nossos negócios digitais e em crescimento, nos quais investimos 4,6 bilhões de euros nos últimos anos, foram motores dessa evolução. Nossos números para 2017 evidenciam mais uma vez que essa expansão do grupo está rendendo frutos. Quase metade do nosso faturamento vem dos negócios digitais, com tendência de aumento. A empresa torna-se cada mais digital, internacional e diversificada, com forte crescimento. Levaremos essa tendência adiante nos próximos anos com outros investimentos bem como crescimento orgânico fortalecido."


No ano passado, os negócios em forte crescimento contribuíram para 32% do faturamento (2011: 20%). Nos próximos anos, esse valor deve aumentar para mais de 40%. Os negócios em crescimento da Bertelsmann incluem as atividades digitais do RTL Group e ainda Gruner + Jahr, Fremantle Media, BMG, as atividades de serviços logísticos e financeiros da Arvato e também o Bertelsmann Education Group. Por sua vez, a parcela dos negócios estruturalmente deficitários no faturamento recuou nos últimos anos de 16% (2011) para cerca de 4% atualmente.


A participação das atividades digitais no faturamento da Bertelsmann subiu para 46% em 2017 (2011: 30%). Para isso contribuíram, entre outros, os negócios digitais em crescimento do RTL Group e da Gruner + Jahr, os serviços da Arvato para grupos de alta tecnologia e ainda a BMG e as atividades educacionais digitais da Bertelsmann. O volume de faturamento do setor digital voltou a subir em todas as categorias de lucro, seja em publicidade digital, produtos, divulgação, distribuição ou clientes. Nos próximos anos, a parcela digital do faturamento do grupo deve ultrapassar os 50%.


A Bertelsmann também ampliou sua presença internacional nos últimos anos: em 2017, a empresa registrou 27% do seu faturamento fora da Europa (2011: 20%). Nessas regiões, o faturamento da Bertelsmann aumentou mais de 50% desde 2011. O foco da expansão regional da Bertelsmann recai sobre Brasil, China e Índia e também sobre os EUA, que hoje já representam o segundo maior mercado do grupo.


Com o aumento da participação na Penguin Random House, desde 2017 a Bertelsmann detém participaçöes majoritárias estratégica de 75% e 100% em todas as suas áreas de atividades, fortalecendo assim sua estrutura corporativa diversificada com oito divisões.


Thomas Rabe ressalta que, em 2017, a Bertelsmann progrediu nitidamente em todos os quatro eixos estratégicos – fortalecimento dos negócios centrais, transformação digital, ampliação das plataformas em crescimento e expansão em regiões em crescimento.


Fortalecimento dos negócios centrais: As famílias de emissoras do RTL Group renovaram importantes contratos da sua programação, como o da Fórmula 1 na Alemanha e aumentaram suas cotas de publicidade lá bem como na França. A Penguin Random House teve êxitos criativos no mundo todo e posicionou 461 títulos nas listas dos mais vendidos do jornal "New York Times". Entre os títulos mais vendidos nos EUA figuraram os livros Extraordinário, de R.J. Palacio, e Origem, de Dan Brown. A Gruner + Jahr lançou novas revistas como Hygge e Ideat; a Ad Alliance operada em cooperação com o grupo de mídia RTL Alemanha desenvolveu-se com sucesso. A Arvato renovou contratos com clientes importantes e as operações do Bertelsmann Printing Group registraram boa taxa de utilização no decorrer do ano.


Transformação digital: O RTL Group assumiu totalmente a SpotX e anunciou que unirá a fornecedora de tecnologias publicitárias com a empresa Smartclip até o fim de 2018 para criar uma plataforma digital de comercialização de publicidade. Os lucros on-line do RTL Group aumentaram em 23% em 2017. Os lucros digitais da Gruner + Jahr também registraram forte alta na Alemanha e na França, seus principais mercados; além disso, os conteúdos on-line das revistas Stern, Brigitte e Gala bateram recordes de alcance. A Arvato registrou crescimento em serviços para clientes digitais. Com seus conteúdos nas mídias sociais, as empresas da Bertelsmann alcançaram, entretanto, mais de 2,4 bilhões de seguidores globalmente. No total, a Bertelsmann alcança diariamente mais de um bilhão de pessoas no mundo.


Plataformas em crescimento: Em 2017, a Fremantle Media registrou sucesso internacional de audiência, especialmente com a série American Gods, disponível em mais de 200 países pelo serviço de vídeo Amazon Prime. Com a aquisição do BBR Music Group, a BMG conquistou posição de destaque no mercado de música country e fechou contratos com artistas de renome, como Avril Lavigne, Fergie e Kylie Minogue. A Arvato seguiu ampliando seus serviços financeiros e de gestão da cadeia de suprimentos. No ramo educacional, a Relias, subsidiária de e-learning da Bertelsmann, cresceu tanto organicamente quanto por aquisições. A plataforma de formação contínua Udacity, na qual a Bertelsmann possui participações, triplicou o número de estudantes para cerca de 50 mil graças aos seus novos nanocertificados.


Regiões de crescimento: Por meio dos seus quatro fundos Bertelsmann Asia Investments (BAI), Bertelsmann Brazil Investments (BBI), Bertelsmann India Investments (BII) e Bertelsmann Digital Media Investments (BDMI), o grupo realizou mais de 40 novos investimentos e diversos investimentos adicionais em jovens empresas. No mundo todo, a Bertelsmann agora detém mais de 160 participações por intermédio dos seus fundos. As outras áreas do grupo também ampliaram suas atividades nas regiões em crescimento: a Arvato aumentou suas participações no Brasil na empresa de serviços financeiros Intervalor e a Relias expandiu seu portfólio na China.


Um foco estratégico da Bertelsmann no ano corrente é a análise de opções estratégicas para a área de Customer Relationship Management (CRM) da Arvato. Em janeiro a empresa divulgou que iniciaria o respectivo processo, que, além de parcerias, também pode incluir a venda parcial ou completa dos negócios de CRM. A conclusão da análise é esperada para o segundo semestre de 2018. A área de CRM nos países de língua francesa continuará sob controle da Bertelsmann no futuro.


Thomas Rabe: Um tema de grande relevância estratégica é a concorrência com as plataformas tecnológicas globais. A concorrência é positiva, e estamos enfrentando os novos players com algum sucesso. Todos os anos, investimos cerca de cinco bilhões de euros em conteúdos premium. Oferecemos grande alcance e espaços seguros para publicidade aos nossos clientes. Ampliamos visivelmente nosso know-how digital, como nas áreas de vídeos online e de tecnologias publicitárias. E, onde convém, trabalhamos em cooperação estreita com as plataformas. O que falta atualmente é uma concorrência igualitária entre as plataformas tecnológicas e as empresas de mídia devido à regulamentação desigual, como na aplicação da legislação concorrencial ou na regulação dos mercados publicitários."


Em 2017, os avanços na expansão dos negócios da Bertelsmann resultaram em alto volume de investimentos que subiram para quase 1,8 bilhão de euros (ano anterior: 1,3 bilhão de euros). Além da aquisição de mais participações na Penguin Random House e na SpotX, no ano fiscal a Bertelsmann também adquiriu, entre outros, o BBR Music Group bem como o grupo de editoras de livros Ediciones B. A isso somaram-se investimentos em catálogos musicais e em pacotes de direitos cinematográficos. Além disso, no ano passado a Bertelsmann Investments adquiriu participações em mais de 40 empresas inovadoras; desde 2012, a Bertelsmann investiu mais de 600 milhões de euros somente por intermédio dos seus quatro fundos de investimentos.


Bernd Hirsch, diretor financeiro da Bertelsmann, declarou: "No ano passado, nós cumprimos nossos objetivos financeiros – mesmo com os altos investimentos, incluindo o aumento das participações na Penguin Random House. Nosso índice de endividamento dinâmico, o chamado fator de alavancagem, está no limite com 2,5. A situação financeira da Bertelsmann continua sólida e contamos com forte disponibilidade de fundos. Nós usaremos a mesma para continuar a investir nos nossos negócios digitais e em crescimento no ano corrente."


No exercício de 2017, o capital próprio da Bertelsmann caiu para 9,1 bilhões de euros (ano anterior: 9,9 bilhões de euros). A queda deveu-se, substancialmente, aos pagamentos do preço de compra em conjunto com os aumentos de participaçöes na Penguin Random House e SpotX e ao pagamento de um dividendo extraordinário aos acionistas da Pearson. A parcela de capital próprio atingiu 38,5% (ano anterior: 41,6%).


A dívida líquida subiu para 3,5 bilhões de euros (ano anterior: 2,6 bilhões de euros), em grande parte devido ao financiamento do aumento da participação na Penguin Random House. O endividamento econômico total aumentou de forma correspondente e atingiu cerca de 6,2 bilhões de euros em 31 de dezembro de 2017 (ano anterior: 5,9 bilhões de euros). Por sua vez, o fluxo de caixa operacional livre ajustado subiu para 1,82 bilhão de euros (ano anterior: 1,80 bilhão de euros).


Os funcionários da Bertelsmann receberão participações nos lucros e resultados pelo ano fiscal encerrado totalizando 105 milhões de euros (ano anterior: 105 milhões de euros).


Pela parte beneficiária 2001 da Bertelsmann (ISIN DE0005229942), serão novamente distribuídos 15% sobre o valor base em 15 de maio de 2018, de acordo com as respectivas condições. Os dividendos pela parte beneficiária 1992 (ISIN DE0005229900) serão de 8,73% (ano anterior: 8,09%).


Bernd Hirsch complementa: "Começamos bem o ano corrente; com a expansão orgânica das nossas plataformas de crescimento, nosso perfil de crescimento seguirá melhorando. Como consequência, para 2018 contamos com faturamento ainda mais alto e com uma rentabilidade operacional continuamente elevada. Espera-se que os resultados do grupo se mantenham na casa dos bilhões."


Outros valores de referência:


Itens extraordinários


No exercício de 2017, os itens extraordinários caíram para -83 milhões de euros em comparação aos -139 milhões de euros no ano anterior. A Bertelsmann Investments contribuiu positivamente para isso com ganhos de capital obtidos com participações.


Fluxo de caixa


No período reportado, foi gerado um fluxo de caixa das atividades operacionais na ordem de 1,64 bilhão de euros (ano anterior: 1,95 bilhão de euros). O fluxo de caixa operacional livre ajustado foi de 1,82 bilhão de euros (ano anterior: 1,80 bilhão de euros), e a taxa de conversão de caixa ajustada foi de 92% (ano anterior: 93%).


Total do balanço


O total do balanço manteve-se praticamente estável em 31 de dezembro de 2017 com 23,7 bilhões de euros (ano anterior: 23,8 bilhões de euros). Os ativos líquidos se mantiveram em 1,4 bilhão de euros (ano anterior: 1,4 bilhão de euros). O capital próprio caiu, substancialmente devido ao aumento da participação na Penguin Random House e ao pagamento de um dividendo extraordinário aos acionistas da Pearson, para 9,1 bilhões de euros (ano anterior: 9,9 bilhões de euros). A parcela de capital próprio atingiu 38,5% (ano anterior: 41,6%).


Investimentos


No exercício, o volume de investimentos financeiros subiu para 1,78 bilhão de euros (ano anterior: 1,27 bilhão de euros). No período reportado, a Bertelsmann elevou sua participação na Penguin Random House para a maioria estratégica de três quartos, entre outros. Outros investimentos destinaram-se a ativos fixos da Arvato e à aquisição de direitos de filmes pelo RTL Group e de catálogos de música pela BMG.


Colaboradores


No fim do exercício de 2017, o grupo empregava 119.089 colaboradores em todo o mundo. Em 2017, 1.225 pessoas concluíram uma formação profissional nas empresas nacionais da Bertelsmann.


Visão geral dos números (em milhões de euros)


 




























































  2017 2016
Faturamento do grupo 17,190 16,950
EBITDA operacional das divisões

Corporate / consolidation

EBITDA operacional das operações continuadas
2,686

(50)

2,636
2,634

(66)

2,568
Itens extraordinários (83) (139)
Resultado financeiro (219) (244)
Resultado anterior à tributação das operações continuadas

(os) custos do imposto de renda

Resultado posterior à tributação das operações continuadas
1,677

(472)

1,205
1,555

(419)

1,136
Resultado posterior à tributação das operações descontinuadas (7) 1
Resultado do grupo 1,198 1,137
 Investimentos (incluindo-se passivos financeiros) 1,776 1,262
  Saldo 31/12/2017 Saldo 31/12/2016
Endividamento 6,213 5,913

Os números comparativos do período anterior foram ajustados. 


 
























Divisão Faturamento EBITDA operacional
(em milhões de euros) 2017 2016 2017 2016
RTL Group

Penguin Random House

Gruner + Jahr

BMG

Arvato

Bertelsmann Printing Group

Bertelsmann Education Group

Bertelsmann Investments*

Soma das divisões

Corporate / consolidation

Total do grupo
6,373

3,359

1,513

507

3,823

1,681

189

 -

17,445

(255)

17,190
6,237

3,361

1,580

416

3,763

1,709

142

 -

17,208

(258)

16,950
1,478

521

145

104

320

118

3

(3)

2,686

(50)

2,636
1,405

537

137

95

356

121

(17)

 -

2,634

(66)

2,568

 


Os números comparativos do período anterior foram ajustados.


*O desenvolvimento de negócios da Bertelsmann Investments é essencialmente calculado com base no EBIT. O EBIT totalizou 141 milhões de euros (ano anterior: 35 milhões de euros)



Sobre a Bertelsmann


A Bertelsmann é uma empresa de mídia, serviços e educação que atua em cerca de 50 países no mundo todo. O conglomerado empresarial compreende o grupo televisivo RTL Group, o grupo de editoras de livros Penguin Random House, a editora de revistas Gruner + Jahr, a empresa de música BMG, a prestadora de serviços Arvato, o Bertelsmann Printing Group, o Bertelsmann Education Group e a rede internacional de fundos Bertelsmann Investments. Com 119 mil colaboradores, a empresa registrou no exercício de 2017 um faturamento de 17,2 bilhões de euros. A Bertelsmann é sinônimo de espírito empreendedor e criatividade. Tal combinação viabiliza conteúdos de mídia da mais alta qualidade e soluções inovadoras em serviços que encantam clientes em todo o mundo.



 

Envie seu Comentário

Publicidade
Olho Magico
A visita ao setor de traumatologia também seria fundamental, porque é ali que estão muitos cidadãos e cidadãs vítimas de acidentes e a maioria provocados por negligência própria, no trânsito principalmente.
Publicidade
Foto Materia
Fui gerada através desse amor profundo, vivo porque eles se amaram, esperaram por mim, com esperança e aflições..
Publicidade