Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Contadora de histórias de Sete Quedas representa o MS no Festival da Cultura Nipo-Brasileira 2020

A Contadora de Histórias e Poetisa Maria Aliender representou o estado de MS no Festival da Cultura Nipo-Brasileira de Piracicaba na versão online 2020 com uma história inédita de sua autoria: Ayu, uma menina diferente, contada pela também Contadora de Histórias, a atriz Carmem Lúcia Freire (Tia Cacau) de Alagoas. A história fala do respeito às diferenças e da valorização da cultura japonesa.

O Projeto Cultura Nipo-Brasileira, com apoio do Clube Cultural Recreativo Nipo-Brasileiro de Piracicaba (SP), realizou as inscrições nacionais até 17 de novembro, para a edição on-line de 2020. Podiam participar artistas de todo o Brasil, todos que desenvolvessem projetos sob a temática “cultura japonesa no Brasil”.

As áreas de inscrição foram de Contação de Histórias, Fotografia e Artes Cênicas (dança, música, teatro e circo). O regulamento e a ficha de inscrição virtual estiveram disponíveis no link. O resultado foi divulgadonas redes sociais do Clube Cultural Recreativo Nipo-Brasileiro de Piracicaba e da Think Projetos, promotora do evento.

Na categoria “Contação de História” (lendas, contos clássicos ou parábolas orientais voltadas para o público infantil), foram selecionados oito vídeos, com cachê no valor de R$ 500, sendo no mínimo 3 em libras, para ampliação da acessibilidade, e o restante falado na língua portuguesa.

Já na categoria de “Apresentações Artísticas” (mágica, malabares, acrobacia, música, dança, performance, entre outras linguagens), a curadoria escolheu 10 apresentações, cada uma com o cachê no valor de R$ 1 mil. Na categoria “Fotografia”, foram selecionados sete conjuntos fotográficos, no valor de R$ 500 cada.

Scroll Up