Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Copasul atinge R$ 2 bilhões em faturamento e entra para seleto grupo de empresas brasileiras

Faturamento recorde levou ao cumprimento da meta estipulada há 3 anos e que foi batida com 5 anos de antecedência. Tradição do daruma foi celebrada e segundo olho foi pintado nesta quarta-feira

A Copasul –Cooperativa Agrícola Sul-Mato-Grossense entrou para um seleto grupo de empresas brasileiras ao conquistar, na manhã desta quarta-feira(2), a marca de R$ 2 bilhões em faturamento, número que representa o montante em vendas realizadas pela cooperativa.A meta de R$ 2 bilhões foi estipulada em dezembro de 2017 com o planejamento de ser atingida até 2025. Em 2019, com um faturamento de R$ 1,4 bilhão, a expectativa era de que a marca seria alcançada anos mais tarde, mas por diversos fatores acabou batida já em 2020, correspondendo a um crescimento em torno de 40%.

O faturamento recorde vem no ano em que o agro brasileiro ‘segurou as pontas’no contexto da pandemia e é precedido, por exemplo, do recorde de recebimento de grãos alcançado pela Copasul em 2020, com 20,7 milhões de sacas recebidas, algo em torno de 17% mais que no ano passado.
Como ressalta o presidente da cooperativa, Gervasio Kamitani, são números que representam a presença forte da Copasul na sociedade. “Seu Sakae sempre falava que uma empresa que deixa de ser importante para a comunidade ela perde a razão de existir. Temos uma boa posição na lista de melhores empresas do Brasil e aqui no Estado estamos entreas primeiras. Isto só é possível graças ao empenho dos colaboradores, o acolhimento da comunidade e os cooperados. Meu pai sempre falava da importância de gerar empregos e dar reconhecimento aos colaboradores. A Copasul impacta positivamente a comunidade e reconhece quem trabalha aqui. Humildade sempre e manter a tradição para buscarmos as próximas metas”, disse Gervasio.

Gervasio destacou ainda a alegria pelo momento de atingir a meta de 2 bilhões de reais. “Era uma meta que quando estipulamos a gente achava impossível para 2025. Mas deu certo de ser antes. Quero agradecer à confiança que todos tiveram em nós. Que 2021 seja um ano bem melhor que este que acabamos de passar”, finalizou o presidente da cooperativa.
O vice-presidente da cooperativa, Nelson Antonini destacou a participação de todos na conquista. “Me sinto muito feliz por ter contribuído com esta história. Tenho 32 anos de cooperado e estar aqui neste momento é muito importante. Quero agradecer a cada colaborador, desde o mais humilde ao mais graduado, cada cooperado, desde o que planta pouquinho ao que planta bastante, todos são fundamentais. Ninguém consegue uma meta dessa sozinho e eu agradeço muito a Deus por participar disso com todos”, comemorou.
O conselheiro José Carlos Marchetti destacou a força da tradição da Copasul como empresa correta e dedicada. “Em primeiro lugar temos que agradecer a Deus, por que sem Ele não conseguimos realizar nada. No mais, isto é trabalho sério e honesto. Vemos o jeito que a Copasul é respeitada pelo jeito que trabalha, a maneira que trata os colaboradores. Não foi fácil, mas estamos felizes por ter conseguido a meta e por estar aqui participando disso”, disse.
Daruma
Como manutenção da tradição e ligação com as raízes nipônicas, a Copasul realizou um evento para a pintura do olho do daruma, em razão da meta conquistada. Na tradição japonesa, quando se estabelece um objetivo, pinta-se um dos olhos de uma peça chamada daruma e, ao atingir a meta, é feita a pintura do outro olho.Na tarde destaquarta-feira, o presidente da Copasul, Gervasio Kamitani, o vice-presidente, Nelson Antonini e os conselheiros administrativos que estiveram na cerimônia procederam com a pintura do segundo olho do daruma que fica exposto na sede administrativa da cooperativa, em Naviraí.
Um momento que contou com poucas pessoas e que teve todos os cuidados relativos à biossegurança dos participantes.
Scroll Up